Domingo, 14 de abril de 2024
informe o texto

FILA DOS OSSOS

Secretária alega que política de assistência social do Estado exclui Cuiabá

 

A secretária adjunta de Assistência Social de Cuiabá, Clausi Barbosa, lamentou que o governador do Estado e candidato à reeleição Mauro Mendes, queira fugir de suas responsabilidades com as questões sociais na Capital e em todo estado de Mato Grosso. A gestora lembra que, o 'assistencialismo barato' praticado pelo Governo  na 'fila dos ossinhos' se limitou somente a entrega de cestas básicas sem realizar cadastro social ou garantir a comida daqueles cidadãos, o que só pode ser aplicado com o amparo de uma política real de assistência social. 

Clausi explica que o trabalho da Secretaria de Assistência Social e Desenvolvimento Humano do município, não se restringe a garantir um benefício eventual para aqueles que não possuem nenhuma renda e estão em situação de vulnerabilidade social, mas sim  ajudar o cidadão a entrar no mercado de trabalho por meio de programas eficazes,  como o Qualifica Cuiabá. 

“O presidente do bairro tem o cadastro das famílias, e sabemos se ela está recebendo pelo município através  do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). O Governo do Estado deveria somar com as nossas entregas, as iniciativas realizadas, mas  mas foi lá e distribuiu apenas uma vez, aleatoriamente, sem saber se essas famílias já estavam referenciadas. Ou seja, sem a preocupação em permitir acesso real aos programas sociais. 

“Não sabem para quem entregaram e nem quantas cestas básicas.  Às vezes, a pessoa que recebeu a cesta básica pode até ser beneficiária do benefício eventual. Fizeram uma política excludente e deixaram Cuiabá de lado e de qualquer maneira', pontuou.

A secretária-adjunta lamenta que o Governo não tenha tido diálogo com o município de Cuiabá  para resolver a situação da fila dos ossinhos e que não tenha nenhum programa eficiente para ajudar os mais carentes. 'Mostramos que queríamos  diálogo, porém, mantiveram distância de Cuiabá. E agora, estranhamente, nos últimos meses de Governo propaga que fez  algo. O que  fizeram? Estão falando em obras para Cuiabá somente agora, faltando quatro meses para o fim do Governo. Cadê as obras, os benefícios para Cuiabá?', questionou Clausi.

 

 
Sitevip Internet