Domingo, 14 de abril de 2024
informe o texto

COVID-19

Ex-secretário rebate Márcia: 'prefeitura deixou cuiabanos a mercê da morte'

O ex-secretário de Estado de Saúde e candidato a deputado estadual, Gilberto Figueiredo (UB), desmentiu a candidata ao Governo do Estado e primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro (PV), que divulgou informações falsas sobre a atuação do Estado durante a pandemia.

Em entrevista ao Grupo Gazeta, nesta quarta-feira (25.08), a candidata afirmou que o Estado recebeu R$ 5 bilhões do Governo Federal pra combater a covid-19 e 'só fez o Centro de Triagem e a reforma no Metropolitano'.

Gilberto Figueiredo relatou que os valores recebidos pelo Estado foram de repasses obrigatórios do Governo Federal para custear programas de Educação, Saúde e demais programas federais, como ocorre em todos os estados.

De auxílio exclusivo ao combate à covid, foram pouco mais de R$ 300 milhões, sendo que o Estado, com recursos próprios, investiu outros R$ 700 milhões na área.

'Esses dados são públicos, mas a candidata insiste em mentir. Isso já é praxe na família Pinheiro, que é investigada pela Polícia por quadrilha de fake news. Com dinheiro do Estado e a ajuda do Governo Federal, montamos 605 novas UTIs durante a pandemia, enquanto a Prefeitura de Cuiabá só fechou leitos e mal conseguia atender por falta de médicos e estrutura', afirmou.

Gilberto lembrou que o Centro de Triagem na Arena Pantanal foi aberto justamente pela incompetência e descaso da Prefeitura em fazer o próprio papel, que é a atenção básica.

'Dizer que lá a população só fazia 'um teste' é um desrespeito aos profissionais de saúde. Lá era oferecido teste, atendimento médico, encaminhamento, medicamentos e até tomografia. Foram mais de 230 mil atendimentos que salvaram vidas. Os cuiabanos pararam de procurar os postinhos para ir ao Centro de Triagem, porque nos postinhos não conseguiam nada e ficavam à mercê de morrer sem atendimento', relatou.

O ex-secretário ainda citou que o Estado reabriu a Santa Casa, que a Prefeitura deixou fechar, reformou o Metropolitano em Várzea Grande, reforma todos os regionais e está com seis grandes hospitais em construção.

'Chega a ser um deboche a candidata dizer que a Saúde de Cuiabá está muito melhor depois de várias operações policiais por esquemas na Saúde e quando ontem mesmo o Sindicato dos Médicos pediu a intervenção do Estado, porque a Prefeitura não consegue fornecer remédios, não paga salários e não dispõe de estrutura mínima para os profissionais da Saúde atuarem e muito menos para atender os cuiabanos', completou.

 

 
Sitevip Internet