Domingo, 14 de abril de 2024
informe o texto

'convivência pacífica'

Lula cita Blairo Maggi no JN para defender 'paz' entre pequenos produtores e o agro

O ex-presidente Lula (PT) citou empresário Blairo Maggi (PP) em sua entrevista ao Jornal Nacional na noite de quinta-feira (25) para falar sobre a possibilidade de pequenos e grandes produtores viverem em 'paz' no Brasil.

Lula participou da primeira entrevista dos candidatos à presidência do Jornal Nacional e durante 40 minutos falou sobre suas propostas, Operação Lava-Jato, aliança com Geraldo Alckmin, avanços que o país viveu em sua gestão e até afirmou que 'Bolsonaro não manda em nada' do orçamento da União.

Quando falava sobre a coexistência entre o agronegócio e os pequenos produtores, Lula citou o exemplo de Maggi, que é um dos maiores produtores rurais do país.

'O Blairo Maggi, que é o maior plantador de soja do Brasil, talvez ele não crie a galinha caipira que ele gosta de comer. Talvez ele não crie o porquinho orgânico que ele gosta de comer. Talvez ele vá comprar do pequeno proprietário. Então é extremamente importante a convivência pacífica dessa gente', defendeu o ex-presidente.

Apesar de citar Maggi, Lula fez críticas à parte do agronegócio que ele classifica como 'fascista e direitista', que quer continuar desmatando a Amazônia para aumentar a produção.

'Os empresários sérios que trabalham no agronegócio, que tem comércio no exterior, que exportam para a China, esses não querem desmatar', argumentou Lula.

Sobre as críticas de que o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) fez grandes invasões em seu governo, Lula afirmou que o MST só invadiu 'terra improdutiva' e os fazendeiros foram indenizados pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

'Fizeram até um favor', porque ao invadir os fazendeiros foram indenizados por terras que estavam improdutivas, defendeu Lula.

 
Sitevip Internet