Quarta-feira, 24 de julho de 2024
informe o texto

OPERAÇÃO RENEGADOS

Justiça condena 11 policiais por extorquirem criminosos em MT; veja penas

Dez policiais civis e um militar foram condenados por fazerem parte de uma quadrilha de acusada de diversos crimes na Grande Cuiabá. O grupo foi descoberto na Operação Renegados, de maio de 2021, e foi condenado por crimes como corrupção, roubo, tráfico e concussão.

A maior pena foi aplicada ao policial civil Edilson Antônio da Silva, apontado como um dos líderes. Ele foi condenado a 47 anos e 10 meses de prisão em regime fechado. A segunda maior condenação é do ex-policial civil Evanir Silva Costa, de 35 anos e 4 meses.

Entre os policiais condenados, a juíza Ana Cristina Mendes, da 7ª Vara Criminal, ainda determinou a perda do cargo público aos policiais André Luis Haac Kley, Alan Cantuário Rodrigues, Dhiego de Matos Ribas, Frederico Eduardo de Oliveira, Julio Cesar de Proença, Paulo da Silva Brito e Rogério da Costa Ribeiro.

Dos réus, três fecharam acordo de delação premiada e entregaram todas as ações criminosas da quadrilha: o ex-policial Hairton Borges Júnior e os policiais civis Ananias Santana da Silva e Daniel de Paula Melo. Ao todo foram denunciadas 22 pessoas, incluindo os servidores públicos e também 'apoiadores' do grupo criminoso.

Segundo a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), a quadrilha utilizava as informações privilegiadas da Polícia Civil para atrapalhar operações e ainda acobertar traficantes. Eles também extorquiam criminosos com mandado de prisão em aberto para não realizar a detenção.

condenados renegados.jpg

 

 
Sitevip Internet