Terça-feira, 21 de maio de 2024
informe o texto

FRAUDE NO GANHA TEMPO

PF pede ajuda internacional para localizar na Itália acusado de fraude em MT

Daniele Russo ajudou esposa desviar recursos de órgão ligado à Setasc

Foto: Secom-MT

PF pede ajuda internacional para localizar na Itália acusado de fraude em MT
A superintendência da Polícia Federal em Mato Grosso pediu à Justiça que seja autorizada ajuda internacional para localizar Daniele Russo, italiano acusado de participar de um esquema de desvio de dinheiro público no Ganha Tempo em Mato Grosso. Ele é esposo de Leandra Aparecida Silva Russo, que era superintendente do Ganha Tempo e emitiu boletos bancários falsos para desviar recursos do Estado.
 
O pedido de autorização para a colaboração internacional foi feito à 7ª Vara Criminal de Cuiabá. O juiz Jean Bezerra abriu prazo para que o Ministério Público Estadual (MPE) analise o pedido e emita parecer.
 
Na mesma decisão o magistrado também abriu vistas para o MPE sobre o pedido da comissão que realiza o Processo Administrativo Disciplinar (PAD) de Leandra para que sejam compartilhadas as provas do caso para auxilar o processo interno da Secretaria de Estado e Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setasc).
 
A ação investiga o desvio de R$ 8 mil - que atualmente correspondem a R$ 28 mil - por parte de Leandra para beneficiar o esposo, Daniele. Ela emitiu oito boletos bancários falsos de R$ 1 mil entre abril e dezembro de 2012, que acabaram na conta do esposo.
 
Os boletos foram emitidos como se fossem relativos ao contrato de aluguel do espaço do Ganha Tempo para a extinta CAB Cuiabá. O MPE pede a condenação do casal, além da restituição do dinheiro desviado com valores atualizados com correção monetária.

Enquete

Qual aspecto considera mais crucial para melhoria do Cuiabá no Brasileirão?

Você deve selecionar uma opção
 
Sitevip Internet