Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024
informe o texto

LIBERDADE

Juiz solta membro do Comando Vermelho acusado de sequestrar jovens de facção rival

Suspeito terá que usar tornozeleira eletrônica e cumprir outras medidas cautelares

Foto: Reprodução

Juiz solta membro do Comando Vermelho acusado de sequestrar jovens de facção rival
O juiz Jean Bezerra, da 7ª Vara Criminal, determinou a revogação da prisão preventiva de G.M.S.S. acusado de participar do sequestro e sessão de tortura de três jovens suspeitos de serem de uma facção rival. Apesar da liberação, ele terá que usar tornozeleira eletrônica e cumprir outras medidas cautelares.
 
Segundo a decisão, o faccionado não poderão "frequentar bar, boate, prostíbulo, boca de fumo e semelhantes" e também está proibido de manter contato com os outros três réus. Ele também não pode usar qualquer tipo de arma e está proibido de sair de casa entre às 22h e 5h.
 
Consta na denúncia do Ministério Público Estadual (MPE) que G. e mais três membros do Comando Vermelho foram presos em outubro de 2022 após serem denunciados por sequestrar e torturar três jovens.
 
As vítimas foram sequestradas quando foram comprar drogas em uma "boca de fumo", por suspeita de que fariam parte do Primeiro Comando da Capital (PCC). Na época, os membros do CV encontraram fotos nos celulares dos jovens com gestos alusivos ao PCC.
 
Os três jovens foram amarrados, sequestrados e levados para uma casa abandonada onde foram torturados por cerca de duas horas. Eles só foram libertados por causa de uma ronda da Polícia Militar na região, que viu um movimento suspeito. Ao serem presos, os homens ainda ameaçaram as vítimas na frente dos militares para que não contassem o que havia acontecido.
 
Sitevip Internet