Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024
informe o texto

ENERGIA

Obra do gasoduto de Cuiabá está 97% concluída

Inicialmente, a tubulação teria 28 km de extensão, mas foi estendida para 39 km

Foto: Secom-MT

Obra do gasoduto de Cuiabá está 97% concluída
As obras da rede de distribuição de gás natural, que irá abastecer as empresas do Distrito Industrial de Cuiabá e entorno, já estão 97% executadas. Inicialmente, seriam 28 quilômetros de extensão, mas, com objetivo de beneficiar ainda mais empresas, o Governo do Estado, responsável pelo projeto, estendeu a tubulação para 39 quilômetros. Com isso, a rede terá capacidade para fornecer 4,5 milhões de metros cúbicos de gás natural por mês. 

A obra feita pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), MT Gás e MT Par canalizará o gás natural de San Matías, na Bolívia.

Atualmente, a parte da tubulação está praticamente finalizada e a de assentamento dos dutos já está pronta. A interligação ao ramal da MT Gás foi concluída com sucesso. A construção se encontra agora na fase de instalação do “city gate”, que é uma estação central responsável pela filtragem, regulagem e medição do gás. 

O presidente da MT Gás, Aécio Rodrigues, explicou que, depois disso, será iniciada a operação de toda a rede, onde vai ser feito o comissionamento e testes de funcionamento para certificar a operação dentro da normalidade.

“A previsão de entrega do gasoduto é no início de 2024. E uma das principais vantagens é a troca de matriz energética que vai gerar maior economia para as empresas de uma forma sustentável, com menos emissão de carbono e maior facilidade de uso e segurança”, destacou Aécio.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, explicou que essa é uma demanda antiga dos empresários do Distrito Industrial de Cuiabá e que, após concluída, deve ser realizada também em outras regiões do estado.

“Estamos construindo o primeiro gasoduto em Cuiabá. Essa é uma demanda antiga dos empresários. É uma energia barata que vai dar maior viabilidade econômica às empresas instaladas no Distrito. Após esse projeto, o Governo de Mato Grosso pretende levar essa energia limpa a outras regiões do nosso estado para diminuir a necessidade de biomassa e aumentar o fornecimento de uma energia renovável para todas as indústrias do estado”, pontuou o secretário.  

Ao todo, 26 empresas do Distrito Industrial já formalizaram interesse de contratação, mas a expectativa é abastecer mais de 260, já que a economia para as empresas será de aproximadamente 40% com o uso do gás natural. 

O presidente da MT Par, Wener Santos, afirmou que Mato Grosso irá entregar o gás natural mais barato do Brasil. “Estamos falando de uma energia que é limpa e renovável. O Governo do Estado está trazendo economia, tecnologia e sustentabilidade para o Distrito Industrial de Cuiabá e vai atrair ainda novos investimentos e gerar novos empregos”, finalizou.
 
Sitevip Internet