Terça-feira, 21 de maio de 2024
informe o texto

ALTER EGO

Justiça mantém ação contra membros do Comando Vermelho e marca julgamento

Operação chegou a prender mais de 50 faccionados

Foto: Reprodução

Justiça mantém ação contra membros do Comando Vermelho e marca julgamento
Decisão do juiz Jean Bezerra, da 7ª Vara Criminal, manteve a ação oriunda da Operação Alter Ego, de dezembro de 2022, que investiga três membros do Comando Vermelho na região de Primavera do Leste (231 km ao sul de Cuiabá). Ele também marcou para novembro a audiência de instrução e julgamento.
 
O julgamento será realizado por videoconferência nos dias 27 e 28 de novembro, a partir das 8 horas. Serão ouvidas as testemunhas de defesa, os acusados e o Ministério Público Estadual (MPE).
 
Essa é apenas uma das várias ações oriundas da Operação Alter Ego. Na época foram cumpridos mais de 50 mandados de prisão de membros do Comando Vermelho envolvidos em crimes como tráfico de drogas, roubos e até homicídios.
 
O líder da organização criminosa foi preso em Goiânia (GO) no ano passado e usava identidade falsa para fugir da prisão e ocultar o dinheiro conseguido através dos crimes.
 
Os três réus ainda tentaram a absolvição sumária, alegando que as provas são insuficientes para provar a participação deles nos crimes investigados. Apesar do recurso, o magistrado negou o pedido, tendo em vista que há indícios "robustos" da ação deles na quadrilha.
 
"(...) tenho que os indícios amealhados em face dos réus remanescentes neste feito são robustos o suficiente para lastrear a continuidade da ação penal, uma vez que a autoridade policial e o parquet demonstraram, ainda que de forma unilateral, o liame subjetivo entre as pessoas dos acusados, os 'vulgos' a eles atribuídos e seus vínculos com a organização criminosa Comando Vermelho", diz trecho da decisão. 

Enquete

Qual aspecto considera mais crucial para melhoria do Cuiabá no Brasileirão?

Você deve selecionar uma opção
 
Sitevip Internet