Quarta-feira, 24 de julho de 2024
informe o texto

R$ 300 MIL

Marido de Ana Hickmann estourou limite do cheque especial em dois dias

Dívidas do casal vieram a tona após agressão de Alexandre Correa à apresentadora

Foto: Reprodução

Marido de Ana Hickmann estourou limite do cheque especial em dois dias
Alexandre Correa, marido da apresentadora Ana Hickmann, está sendo processado pela Caixa Econômica Federal. Segundo informações dos jornalistas Daniel Castro e Li Lacerda, do Notícias da TV, o empresário abriu uma conta e, em apenas dois dias, sacou 99,6% do limite do cheque especial, de R$ 300 mil.

Ainda segundo o site, em 21 dias, Alexandre já tinha comprometido todo o limite de R$ 200 mil de dois cartões de crédito, supostamente para pagar dívidas. O marido de Ana Hickmann teria quitado parte dos juros, mas o banco federal está cobrando cerca de R$ 682 mil do empresário.

A cobrança da Caixa seria apenas contra Alexandre Correa e não envolve Ana Hickmann ou suas empresas. De acordo com o Notícias da TV, o marido de Ana Hickmann abriu a conta em 30 de setembro do ano passado. Quatro dias depois, fez uma TED (transferência eletrônica) de R$ 99.800 usando o limite do cheque especial. Em 5 de outubro, transferiu mais R$ 199 mil.

Em novembro, Alexandre cobriu a conta com R$ 22 mil, suficientes apenas para pagar os juros da dívida de R$ 298.800. Em dezembro, depositou outros R$ 28 mil, consumidos integralmente pelos juros do mês.

O empresário ainda começou 2023 com o limite do cheque especial estourando, devendo R$ 325.713 e não depositou mais nenhum valor na conta. Em março, a dívida já era de R$ 394.735.

Os jornalistas revelaram também que Alexandre Correa recebeu da Caixa Econômica dois cartões, sendo um de R$ 185 mil de limite e outro de R$ 15 mil. Do primeiro, em apenas um dia, ele usou 97% do limite com uma empresa de pagamentos eletrônicos. Dez dias depois, fez o mesmo com o cartão de R$ 15 mil.

Em junho deste ano, a Caixa entrou com a ação na Justiça Federal. No dia 6 de novembro, no entanto, o processo foi declarado extinto, por falta de informações e de clareza por parte do banco. A Caixa ainda pode recorrer, caso queira dar prosseguimento à ação.
 
Sitevip Internet