Domingo, 21 de julho de 2024
informe o texto

LESA PÁTRIA

Alvo da PF, "Xuxa" foi mestre de cerimônia em acampamento e alertava sobre 'balas'

Outro alvo da operação em Mato Grosso segue foragido

Foto: Reprodução

Alvo da PF,
José Arimateia Gomes dos Santos, o "Xuxa", é o bolsonarista preso nesta terça-feira (21) pela Polícia Federal na 20ª fase da Operação Lesa Pátria, que investiga manifestantes que invadiram o Supremo Tribunal Federal (STF), Palácio do Planalto e Congresso Nacional em 8 de janeiro.

Segundo o site Folha 5, de Cáceres, desde o fim da eleição de 2022, "Xuxa" participou de acampamentos na cidade de Cáceres junto a outros bolsonaristas. Ele era 'mestre de cerimônia' no local e tinha papel de destaque nas manifestações no município.

No dia 8 de janeiro, ele estava em Brasília e postou vários momentos da invasão aos 3 Poderes. "Polícia atirando bomba pra tudo que é lugar, chegamos quase agorinha a pouco. O pessoal tá indo, tá voltando, porque aqui não tem outra resistência maior. É nossa pele contra eles lá; estamos registrando aqui porque eles cortam internet aí a gente coloca pra você. Ah lá, vem mais bala", contou o manifestantes.

Na operação desta terça-feira, além de Xuxa, havia um outro mandado de prisão contra um mato-grossense. Todavia, o alvo, morador de Mirassol d'Oeste, não foi localizado e é considerado foragido.


 
Sitevip Internet