Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024
informe o texto

MUITA ÁGUA

Em duas horas, choveu o previsto para o mês de fevereiro em Cáceres

Prefeitura decretou situação de emergência e Governo encaminhou ajuda

Foto: Reprodução

Em duas horas, choveu o previsto para o mês de fevereiro em Cáceres
O volume de chuva que alagou em 2h sete bairros de Cáceres, a 250 km de Cuiabá, nesse sábado (10), é a quantidade, habitualmente, registrada no mês inteiro na cidade, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Imagens de drone mostram os estragos causados pelo temporal.

A Prefeitura de Cáceres decretou situação de emergência e calamidade pública um dia após o ocorrido. Além disso, o prefeito apontou a necessidade urgente de recursos e apoio.

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros estão monitorando as áreas de risco. Não foi registrada nenhuma morte.


De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Cáceres, Cristiano de Barros, o nível do córrego que passa no meio da cidade subiu, causando um alagamento nos bairros próximos. Segundo ele, em dois bairros a água chegou na janela das casas, ultrapassando os 2 metros de altura.

A Escola Técnica Estadual Professor Adriano Silva está atuando como ponto de apoio para a população que perdeu bens materiais ou ficou desabrigada. No local está sendo reunido doações de cestas básicas e outros mantimentos.


Nas redes sociais, voluntários tem realizado vakinhas online para arrecadar dinheiro para ajudar os desabrigados.

Confira os bairros atingidos:

Cavalhada I, II e III
Maracanãzinho
Vila Nova
Betel
Cohab Velha
Santa Cruz




Falta de energia

A concessionária de energia que administra a região informou que após o temporal, realizou serviços de reparação, pois cerca de 20 mil moradores ficaram sem energia e que 90% dos casos já foram solucionados.

“Mais de 20 mil clientes tiveram o fornecimento de energia impactado pelas condições climáticas. No momento, mais de 95% dos consumidores já tiveram a energia restabelecida. As equipes seguem atendendo, mas encontram dificuldade em alguns locais por conta dos alagamentos”, descreveu em nota.

 
Sitevip Internet