Domingo, 21 de abril de 2024
informe o texto

ATO DE AMOR

Pai abraça filho que estava sendo baleado e acaba morto a tiros em MT

Filho foi socorrido e está internado em estado grave

Foto: Marcos Moreira/TV Centro América

Pai abraça filho que estava sendo baleado e acaba morto a tiros em MT

O filho da vítima foi atingido por nove disparos e está internado em estado grave

Maurício Rodrigues dos Reis, de 66 anos, morreu e o filho, de 23 anos, foi baleado na noite desta quinta-feira (15), por criminosos que invadiram uma residência no bairro Jardim Primavera, município de Sorriso (420 km ao Norte de Cuiabá). O homem abraçou o filho ao vê-lo sendo baleado e acabou sendo atingido por tiros na cabeça. 

Segundo informações da Polícia Militar, a guarnição foi acionada por volta da 1h, com informações de que na rua Lupicínio Rodrigues haviam duas pessoas baleadas.

Já no local, a senhora que é esposa e mãe das vítimas relatou que estava em seu quarto, quando ouviu gritos, momento em que seu marido saiu para ver o que era e se deparou com dois homens armados que estavam em busca de seu filho.


Na intenção de defender o filho, o homem entrou em luta corporal com os suspeitos,  mas ainda assim os assassinos entraram no quarto onde o filho estava e atiraram contra ele diversas vezes.

Ao ver o filho sendo alvo dos disparos, o pai o abraçou sendo também atingido pelos tiros.

A mulher disse ainda que quando eles perceberam que o pai havia sido também baleado, um deles falou 'calma', e logo pararam de atirar, e fugiram.

O Corpo de Bombeiros foi acionada e fez o socorro das vítimas que foram levadas para o Hospital Regional. Maurício foi atingido por dois disparos na cabeça, Devido a gravidade das lesões ele não resistiu e acabou morrendo.


Já o filho, foi alvejado por nove disparos, que atingiram a região do tórax, abdômen e pernas. Ele passou por cirurgia e segue intubado.

Os bandidos entraram pelos fundos da residência e arrombaram duas portas para conseguir invadir o local. Os autores e as motivações do crime serão investigados pela Polícia Civil. 
 
Sitevip Internet