Domingo, 21 de abril de 2024
informe o texto

MISSÃO

TCE-MT destaca papel dos auditores na redução de desigualdades regionais

Nova diretoria da Associação dos Auditores Públicos Externos tomou posse nesta sexta

Foto: Reprodução

TCE-MT destaca papel dos auditores na redução de desigualdades regionais
O presidente do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), conselheiro Sérgio Ricardo, destacou o papel dos auditores no avanço da missão do órgão de reduzir as desigualdades entre os municípios do estado. Durante a posse da nova diretoria da Associação dos Auditores Públicos Externos da instituição (Audipe), nesta sexta-feira (23), foi reforçado o compromisso com a categoria. 

“Temos 142 municípios, alguns riquíssimos e outros muito pobres. Queremos que os ricos continuem ricos, mas também precisamos alavancar os demais. São os auditores que ajudam os conselheiros a analisar as contas e as situações de cada município. Então, nós sabemos da realidade de todos eles e, por isso, poderemos orientar os gestores sobre as melhores políticas de desenvolvimento”, disse o presidente.

Sérgio Ricardo também falou sobre o nível técnico da diretoria eleita para o biênio 2024/2025. “Quem faz o Tribunal são os servidores e é graças a eles que hoje temos uma instituição de vanguarda, reconhecida e que tem suas práticas copiadas pelo Brasil inteiro. A chapa é formada por auditores focados, com altíssima qualidade e capacidade técnica e vamos trabalhar juntos para melhorar a vida de todos os mato-grossenses.”  

A presidente empossada, Simony Jin, substituirá o auditor Carlos Pereira. Auditora no TCE-MT há 12 anos, ela estará à frente da diretoria pelos próximos dois anos, defendendo, além dos interesses dos 158 servidores associados, o avanço do controle externo no estado. Foi o que reforçou em seu discurso, ao destacar a parceria com a presidência da Corte de Contas.  “Ao atender as demandas dos auditores, também contribuiremos com o controle externo como um todo, garantindo assim o avanço do Tribunal e, consequentemente, da sociedade. Existe uma correlação muito forte entre a fiscalização e o que o TCE entrega para a população, porque o nosso trabalho forma base para que os conselheiros possam agir e causar as transformações que queremos ver no estado”, declarou ela. 

O conselheiro Valter Albano, por sua vez, chamou a atenção para o alinhamento entre as propostas da nova gestão da Corte de Contas e da Audipe. “É muito importante que as lideranças associativas façam o debate no modelo construtivo e não simplesmente de oposição. Isso vem sendo feito há muito tempo no Tribunal e a doutora Simony reúne as condições para fortalecer esse modelo.” 

No mesmo sentido se pronunciou o procurador-geral do Ministério Público de Contas (MPC), Alisson Carvalho de Alencar. “A Constituição prevê que o Tribunal é integrado por três funções, a primeira são os líderes, que tem a função de julgar processos, a segunda é a de fiscal do ordenamento jurídico, realizada pelo MPC, e a terceira e tão importante quanto as outras é a de auditoria, brilhantemente desenvolvida pelos nossos auditores.”  

Ao lado da presidente, a nova diretoria é composta pelos auditores públicos externos Carlos Eduardo Amorim França, como secretário; André Luiz Souza Ramos, como suplente de secretário; Helder Augusto Pompeu de Barros Dalto, como tesoureiro e Mara de Castilho Varjão Andrade, como suplente de tesoureira.  

A solenidade reuniu, no auditório da Escola Superior de Contas, autoridades como o conselheiro aposentado Ubiratan Spinelli, o juiz auxiliar da presidência do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Jones Gattass, a deputada federal Gisela Simona, o deputado estadual Wlad Mesquita, dentre outros.
 
Sitevip Internet