Sexta-feira, 19 de abril de 2024
informe o texto

SAFRA DIFÍCIL

Colheita da soja entra na reta final em Mato Grosso

As colheitadeiras de soja já foram desligadas nas regiões médio-norte e norte do estado, segundo o ImeaAs colheitadeiras de soja já foram desligadas nas regiões médio-norte e norte do estado, segundo o Imea

Foto: Canal Rural Mato Grosso

Colheita da soja entra na reta final em Mato Grosso
Após uma safra difícil, com efeitos adversos causados pelo El Niño e com o preço do grão em queda, a colheita da soja 2023/24 entra em sua reta final. Até sexta-feira (22), conforme dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), 98,57% dos 12,1 milhões de hectares semeados nesta temporada haviam sido colhidos.

O percentual representa um avanço de 2,97 pontos percentuais na variação semanal. Além disso, ao se comparar com o ciclo 2022/23, os trabalhos tornaram a estar à frente. Nesta época em 2023 as colheitadeiras já haviam passado em 97,48% da área semeada.


Em relação a média dos últimos cinco anos, os trabalhos atuais estão dentro da mesma, uma vez que é de 98,56% para o período.

Médio-norte e norte encerram colheita da soja

De acordo com o Imea, a região norte se juntou ao médio-norte do estado e encerrou os trabalhos de colheita da soja 2023/24.


O relatório divulgado na sexta-feira aponta que as regiões oeste e noroeste caminham para desligar as colheitadeiras, já que estavam com 99,74% e 99,41% da oleaginosa colhida, respectivamente.

É possível observar que os trabalhos devem durar mais alguns dias nas regiões sudeste, que colheu até o momento 96,64% da sua área, na região nordeste que chegou a 97,09% e centro-sul que está em 98,33%.
 
Sitevip Internet