Terça-feira, 23 de abril de 2024
informe o texto

INVESTIGAÇÃO

Seis envolvidos em furtos, receptação e venda de produtos ilícitos pela internet são presos em MT

Suspeitos foram localizados em uma residência com diversos produtos furtados de vítimas

Foto: Reprodução

Seis envolvidos em furtos, receptação e venda de produtos ilícitos pela internet são presos em MT
Seis pessoas suspeitas de envolvimento em diversos crimes de furtos a residência e receptação de material furtado foram presas em flagrante pela Polícia Civil, na tarde de segunda-feira (01), em investigações conduzidas pela Delegacia de Sorriso (442 km ao norte de Cuiabá). Os produtos subtraídos pelos investigados, posteriormente eram comercializados em plataformas na internet.

Os suspeitos foram localizados em uma residência em posse de vários objetos de origem ilícita e foram autuados em flagrante pelos crimes de furto qualificado pelo rompimento de obstáculo e concurso de pessoas, receptação qualificada pelo exercício de atividade comercial clandestina e associação criminosa.


As investigações começaram no início do mês de março após uma série de furtos a residência ocorridos no município. Com base no último crime, ocorrido no dia 29 de março, os policiais civis conseguiram identificar três autores dos furtos, que foram localizados em uma residência na cidade com diversos objetos pertencentes às vítimas.

No local, também foram encontrados três receptadores, responsáveis por revender os objetos furtados mediante exposição em uma plataforma em uma rede social da internet.

Diante da situação de flagrante, os seis suspeitos foram conduzidos à Delegacia de Polícia de Sorriso, onde foram autuados pelos crimes de furto qualificado pelo rompimento de obstáculo e concurso de pessoas, receptação qualificada pelo exercício de atividade comercial clandestina e associação criminosa.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Paulo César Brambilla, estima-se que os furtadores tenham cometido, ao menos, seis furtos na cidade. “Ao final do procedimento de flagrante, também foi representado ao Poder Judiciário pela decretação da prisão preventiva de todos os envolvidos, considerando a reiteração delitiva dos agentes”, disse o delegado.
 
Sitevip Internet