Terça-feira, 23 de abril de 2024
informe o texto

REVISÃO

Imea: soja e milho puxam VBP de Mato Grosso para baixo

Projeção aponta queda de 26,62% em comparação a sexta estimativa de 2023; menor produção e redução de preços dos grãos influenciam

Foto: Pedro Silvestre/Canal Rural Mato Grosso

Imea: soja e milho puxam VBP de Mato Grosso para baixo
Mato Grosso deverá registrar em 2024 um Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de R$ 148,60 bilhões. O montante é 26,62% menor ante 2023. É o que aponta a segunda projeção do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). Este declínio é resultado da queda expressiva dos preços da soja e do milho, somada a expectativa de redução para ambas as culturas.

O VBP da agricultura está estimado em R$ 120,75 bilhões, 30,59% a menos que no ano passado. Já para a pecuária as projeções apontam R$ 27,85 bilhões, retração de 2,41%.


Apesar do decréscimo, o valor previsto é o terceiro maior da série histórica. Em 2022 o VBP da Agropecuária mato-grossense ficou em R$ 200,85 bilhões e em 2023 em R$ 202,51 bilhões, aponta o Imea.

Soja e milho representam mais de 60%

Ao todo agricultura e floresta representam 81,3% do VBP da Agropecuária no estado, enquanto a pecuária 18,7%. Juntos a soja e o milho somam 61,8% do total.

Na soja o recuo estimado é de 34,11% em comparação a 2023, totalizando R$ 65,16 bilhões. O resultado na oleaginosa é atribuído, principalmente, à redução expressiva de 22,38% no preço, juntamente com a expectativa de uma produção 15,11% menor, devido às condições climáticas adversas que prejudicaram o desenvolvimento da safra.

No que tange à cultura do milho, a segunda estimativa do VBP para 2024 prevê uma queda de 39,31%, ficando em R$ 24,67 bilhões. Esta redução é resultado do recuo de 26,37% no preço do milho no estado.


O Imea ressalta quanto que “a desvalorização do cereal puxou a rentabilidade da cultura para baixo, o que refletiu em uma menor área semeada e, consequentemente, estimativa de dedução na produção”, que aponta ser 17,58% menor que a da safra 2022/23.

Quanto a cadeia produtiva do algodão, as novas estimativas do Imea para 2024 apresentam redução de 9,61% no VBP, que deverá ficar em R$ 23,89 bilhões.

“Cenário esse, reflexo das grandes quedas na cotação da pluma (-10,56%) em Mato Grosso, reflexo da expectativa de maior oferta do produto (+4%)”, justifica o Instituto.

MT Sustentável Grupo Morena gado Foto Leandro Balbino Canal Rural Mato Grosso 3

Preço da arroba reduz VBP da bovinocultura

Em 2024, o VBP da bovinocultura de corte em Mato Grosso foi estimado em R$ 22,89 bilhões, representando queda de 2,89% no comparativo com 2023.

“Essa diminuição foi impulsionada, principalmente, pelo acentuado recuo no preço da arroba, reflexo da atual fase do ciclo pecuário, no qual, se tem maior disponibilidade de animais para o abate, exercendo assim pressão sobre as cotações”, explica o Imea.

Em relação a suinocultura é projetada uma queda de 0,13%, reflexo da expectativa de diminuição nos abates de suínos, especialmente, os oriundos dos produtores independentes do estado.

Em contrapartida, para o setor avícola é esperado um aumento de 1,02% no VBP ante 2023, motivado pela valorização nos preços.
 
Sitevip Internet