Segunda-feira, 20 de maio de 2024
informe o texto

Elon Musk é investigado no inquérito das milícias digitais

O dono do X (antigo Twitter) proferiu diversos ataques ao ministro do STF Alexandre de Moraes

Foto: Reprodução/YouTube

Elon Musk é investigado no inquérito das milícias digitais
O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal) incluiu Elon Musk, dono da rede social X (ex-Twitter), no inquérito para apurar a suposta existência das milícias digitais, que promovem ataques antidemocráticos.

Moraes justificou a medida pela rede ter uma "dolosa instrumentalização criminosa investigada em diversos inquéritos". O empresário será investigado pelos crimes de obstrução à Justiça, organização criminosa e incitação ao crime.O ministro também determinou que a rede social está proibida de reativar perfis de usuários que tenham sido bloqueados pelo STF, sob pena diária de R$100 mil.


Musk se manifestou na tarde de domingo (7/4) dizendo que iria suspender as restrições impostas pelo Supremo e pediu a renúncia ou impeachment de Moraes após o ministro citar a rede social em uma campanha de desinformação por não "cumprir as ordens da Justiça Brasileira para o bloqueio de perfis criminosos e que espalham notícias fraudulentas, em investigação nesta Suprema Corte" e que os ministros do STF correm risco por conta das mensagens de ódio que são divulgadas no "X". 

A crise entre o empresário e o ministro fez com que a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) acionasse as principais operadoras de telefonia para ficarem de prontidão para uma possível ordem judicial de suspensão do X.

Enquete

Qual aspecto considera mais crucial para melhoria do Cuiabá no Brasileirão?

Você deve selecionar uma opção
 
Sitevip Internet