Segunda-feira, 20 de maio de 2024
informe o texto

BOLADA

Motorista é preso com R$ 175 mil em espécie e diz que dinheiro é de deputado

Três homens que estavam no carro prestaram depoimento; dinheiro foi apreendido

Foto: Reprodução

Motorista é preso com R$ 175 mil em espécie e diz que dinheiro é de deputado
Agentes do Batalhão de Rondas Especiais e Controle de Multidão (Recom), da Polícia Militar do Rio, abordaram um veículo que estava parado na Avenida Brasil, uma das principais vias da cidade, com R$ 175 mil em espécie dentro de uma bolsa. O motorista do carro, identificado como Luiz Eduardo Cunha Gonçalves, disse desconhecer a origem do dinheiro e afirmou ser assessor parlamentar do deputado federal Gutemberg Reis (MDB-RJ). A informação foi revelada pelo site Tempo Real RJ e confirmada pelo GLOBO.

O veículo, um Range Rover Velar, e os seus três ocupantes foram levados para a 31ª DP (Ricardo de Albuquerque). Eles foram ouvidos na delegacia, mas acabaram sendo liberados em seguida. O caso foi encaminhado posteriormente para a 27ª DP (Vicente de Carvalho).

A Polícia Civil afirmou que o dinheiro foi apreendido e que uma investigação foi aberta e está em andamento para esclarecer os fatos.

Município tem localização estratégica: Alunos da Rural precisam pagar até R$ 6, 2 mil de taxas a milicianos e policiais em Seropédica para realizar festas na cidade, diz especialista

Ao GLOBO, por meio de nota, o deputado Gutemberg Reis afirmou que "a pessoa citada na reportagem lhe prestou serviços freelancer em campanha eleitoral, na área de marketing, mas não possui qualquer vínculo empregatício ou de trabalho atualmente" e que "o dinheiro apreendido não é do deputado".

O político, deputado federal desde 2019 e irmão do ex-prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis (MDB), disse também que ficou sabendo da informação da apreensão "pela imprensa".

Em nota, a Secretaria de Estado de Polícia Militar afirmou que, na sexta-feira (5/4), policiais militares do Batalhão de Rondas Especiais e Controle de Multidão (RECOM) realizavam patrulhamento na Av. Brasil, na altura de Guadalupe, quando tiveram atenção voltada para um veículo parado na calçada. A equipe deu ordem de desembarque para o condutor e os demais ocupantes. No interior do carro havia uma bolsa contendo cerca de R$ 175 mil.

As pessoas envolvidas na ocorrência não explicaram para a equipe qual seria a origem do dinheiro, sendo conduzidas para a 31ª DP e, posteriormente, para a 27ª DP. De acordo com a 31ª DP (Ricardo de Albuquerque), a ocorrência foi apresentada por policiais militares que, durante patrulhamento, abordaram um veículo com três pessoas.

Gutemberg Reis foi indiciado pela Polícia Federal, em 19 de março deste ano, assim como o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-ajudante de ordens Mauro Cid, pelos crimes de associação criminosa e inserção de dados falsos em sistema de informação. As investigações se referem a suposta fraude em certificados de vacinação contra a Covid-19.

Segundo as investigações, o deputado federal teria sido um dos beneficiados do esquema criminoso, também com a inclusão dados de uma possível falsa imunização em seus registros. Gutemberg estava em Brasília no dia 16 de junho de 2022, data em que sua primeira dose do imunizante teria sido lançada no ConectSus, sistema do Ministério da Saúde. As informações teriam sido incluídas no 18 de novembro de 2022

Enquete

Qual aspecto considera mais crucial para melhoria do Cuiabá no Brasileirão?

Você deve selecionar uma opção
 
Sitevip Internet