Terça-feira, 21 de maio de 2024
informe o texto

DINHEIRO PÚBLICO

​Empresa investigada por corrupção na Seduc fará obra de R$ 1 milhão na Sefaz

A Aroeira Construções, uma das empresas alvo da Operação Rêmora, venceu mais um contrato com o Governo do Estado.

Foto: Reprodução

​Empresa investigada por corrupção na Seduc fará obra de R$ 1 milhão na Sefaz
A Aroeira Construções, uma das empresas alvo da Operação Rêmora, em maio de 2016, por pagamento de propina na Secretaria de Estado de Educação (Seduc), venceu mais um contrato com o Governo do Estado. Desta vez é para a reforma e ampliação de uma das guaritas da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), em Cuiabá, com custo de R$ 1 milhão. 

No Diário Oficial de 13 de maio a secretária adjunta de Administração Fazendária Radiana Kássia e Silva Clemente nomeou um gestor, um fiscal e seus respectivos substitutos que irão acompanhar o andamento da prestação de serviço. 


Segundo as investigações do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) as empresas que participavam do esquema fraudaram preços e pagaram propina em 23 obras, que envolveram R$ 56 milhões em reformas e construções de escolas.

Além da Aroeira, também estavam envolvidas nas ilegalidades a Relumat e a Dínamo, que pagavam propinas com valores entre R$ 15 mil e R$ 50 mil. A organização criminosa tinha empresários, servidores públicos e também os intermediadores, que recebiam informações privilegiadas das licitações e articulava o cartel com as propostas.

Enquete

Qual aspecto considera mais crucial para melhoria do Cuiabá no Brasileirão?

Você deve selecionar uma opção
 
Sitevip Internet