Terça-feira, 21 de maio de 2024
informe o texto

ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Felipe Wellaton descarta mudança de Abilio e defende que um prefeito precisa de maturidade

O secretário defendeu ainda que acredita que o grupo ligado ao governador tem as melhores condições para administrar a capital

Foto: Reprodução

Felipe Wellaton descarta mudança de Abilio e defende que um prefeito precisa de maturidade
O secretário-adjunto de Turismo de Mato Grosso, Felipe Wellaton (Republicanos), não acredita numa mudança de postura do deputado federal Abilio Brunini (PL) para comandar Cuiabá e ressalta que para administrar a capital precisa de maturidade, diálogo e humildade buscando parcerias com todos os governos, não apenas o Estadual, mas o Federal também, assim como também manter uma boa relação com as instituições como Tribunal de Contas do Estado e Ministério Público. 

“Eu não acredito que você muda sua pessoa. Pode mudar de roupa, pode mudar sua maquiagem, mas quem você é reflete isso nas pesquisas e no diálogo com as pessoas. Abilio é um grande parlamentar e um grande fiscalizador. Ele está em Brasília como deputado federal porque faz muito bem este trabalho, mas no Executivo é preciso humildade e muito diálogo”, afirmou o secretário durante entrevista na manhã desta terça-feira (14.05) no Jornal do Meio-Dia 

Wellaton reforça ainda que o próximo prefeito de Cuiabá precisa também mostrar ações e ter maturidade para encarar o projeto no Executivo. “Como diz até o vice-governador Otaviano Pivetta, precisa ter ‘fazimento’, e como diz o governador Mauro Mendes: tem que entregar antes de falar. Então eu vejo neste grupo muita maturidade para administrar Cuiabá”, declarou. 


Felipe já foi vereador por Cuiabá e disputou como vice-prefeito ao lado de Abilio, em 2020, mas já declarou que estará ao lado do presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (União), por entender que é o melhor nome para a capital. 

Inclusive, Wellaton destaca que na época que esteve ao lado de Abilio o objetivo era tirar Emanuel Pinheiro (MDB) da prefeitura, mas isto passou e agora já são oito anos de descaso com a administração pública. “Não sou eu falando. O TCE apontou R$ 1,2 bilhão de dívida. Este é um momento de construção e a temática é proposta para Cuiabá e eu naturalmente quero apresentar as melhores propostas para Cuiabá”, finalizou.

Enquete

Qual aspecto considera mais crucial para melhoria do Cuiabá no Brasileirão?

Você deve selecionar uma opção
 
Sitevip Internet