Terça-feira, 21 de maio de 2024
informe o texto

VEJA VÍDEO

Morador alega ter sido preso injustamente e denuncia policiais militares por abordagem violenta em MT

Imagens de câmera de segurança registraram o momento em que os policiais entraram na casa e prenderam o morador. Francisco disse que os militares não tinham um mandado de prisão contra ele.

Foto: Reprodução

Morador alega ter sido preso injustamente e denuncia policiais militares por abordagem violenta em MT
Um homem identificado como Francisco Niltamir da Silva, de 51 anos, denunciou policiais militares, alegando ter sido preso injustamente e sofrido uma abordagem violenta, dentro da própria casa, no Bairro Milton Figueiredo, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. Segundo ele, o caso ocorreu no dia 31 de março. Câmeras de segurança registraram o momento da prisão. (assista abaixo)
 

As imagens mostram que a viatura passa na frente da casa e, em seguida, retorna de ré. Os policiais saem de dentro do carro e dão voz de prisão ao morador. Em outro momento dos vídeos, é possível ver que um dos policias saca uma arma de choque e empurra o morador pela nuca.


Em entrevista ao g1, Francisco disse que os militares não tinham um mandado de prisão contra ele. Segundo o morador, os policiais disseram que ele estava sendo preso por uma denúncia de violência doméstica contra a esposa dele.

O g1 também procurou a assessoria da Polícia Militar para entender o que aconteceu, mas, até a última atualização desta reportagem, não obteve retorno.

"Me trataram mal e eu sem entender nada. Eu não sei o que aconteceu, mas deve ter tido algum erro. Me levaram sem camisa, não me deixaram nem colocar uma roupa. Me senti que nem um 'vagabundo'", disse o morador.


Francisco contou que após ser colocado na viatura, foi conduzido até a Delegacia da Mulher da capital. A esposa dele, Jaqueline Marcelino da Silva, nega que tenha sofrido qualquer tipo de agressão por parte do marido.

Ela alega que quando chegou na delegacia sofreu pressão psicológica para que denunciasse o marido de alguma forma. Segundo ela, após serem interrogados por quatro policiais, eles foram liberados.

"Nós estamos sem entender tudo isso, porque só trouxe danos psicológicos pra mim e pros meus filhos, que assistiram tudo. Eles viram o pai sendo preso", relatou a mulher.


O Ministério Público do Estado (MPMT) informou que não houve nenhuma denúncia registrada contra Francisco.

Ainda de acordo com o MP, a defesa do morador registrou duas manifestações contra a ação da Polícia Militar e o caso deve ser encaminhado à promotoria de justiça.

Recomendações da OAB

O presidente da Comissão de Direito Penal da Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso (OAB-MT), Leonardo Bernazzolli, disse que em situações de abuso de autoridade, a orientação é reunir imagens e outras provas que forem possíveis e buscar a representação de um advogado ou de um defensor público, para acionar a Justiça.

Ainda de acordo com ele, uma pessoa que está dentro da própria casa, só pode ser retirada pela polícia mediante a uma determinação policial ou em casos de flagrante.

Enquete

Qual aspecto considera mais crucial para melhoria do Cuiabá no Brasileirão?

Você deve selecionar uma opção
 
Sitevip Internet