Terça-feira, 23 de julho de 2024
informe o texto

MAIOR DA HISTÓRIA

Em novo recorde, exportação de carne bovina de MT chega a mais de 70 mil toneladas

Alta no dólar e mercado internacional aquecido são responsáveis pelo cenário

Foto: Embrapa Territorial

Em novo recorde, exportação de carne bovina de MT chega a mais de 70 mil toneladas
Mato Grosso exportou o maior volume de carne bovina já observado na história da cadeia produtiva. Ao todo, foram 74,99 mil Toneladas em Equivalente Carcaça (TEC), de acordo com a Secretaria de Comércio Exterior (Secex), em abril deste ano.

Conforme o diretor-técnico da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Francisco Manzi, a alta do dólar e o mercado internacional aquecido são pontos importantes no cenário das exportações.


“Hoje a nossa carne vai para mais de 140 países. Tivemos neste mês um recorde histórico, praticamente o dobro de muitos meses de abril de outros anos”, pontua Manzi.

Gigante asiático lidera como principal comprador

A China continuou como a principal compradora com 29,79 mil TEC, volume mais alto dos últimos cinco meses. E outros países asiáticos têm apresentado forte força nas compras da carne mato-grossense. Emirados Árabes e Filipinas com 13,72 mil TEC e 4,13 mil TEC, respectivamente.

Para o presidente do Instituto Mato-grossense da Carne (Imac), Caio Penido, as exportações tendem a se manter elevadas uma vez que a China é um parceiro de médio e longo prazo.

carne bovina

“Mesmo com a China se tornando mais independente com a produção de grãos, ela está mudando as políticas internas para reduzir a dependência de soja. Mas, de carne eles não têm condições de produzir em larga escala a carne bovina. A gente tem um grande trabalho de sempre ir dialogando com esse país para mostrar que não é só carne commodity mas sim, uma carne de qualidade”, pontua.


Volume de bovinos abatidos também apresenta recorde

Mato Grosso também apresentou alta no número de abate de bovinos, totalizando 619,68 mil cabeças. Esse é o maior volume registrado, segundo o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT), com 230,74 mil animais a mais em relação à média histórica do mês de abril.

As fêmeas foram as principais propulsoras desse crescimento, com participação de 55,49% sobre o abate total em abril deste ano, totalizando 343,83 mil animais abatidos no último mês – recorde no volume de fêmeas.

Com isso, o total de bovinos enviados para o gancho no acumulado de janeiro a abril de 2024, alcançou 2,39 milhões de cabeças (com 54,21% de fêmeas), 32,62% superior em relação ao mesmo período de 2023.
 
Sitevip Internet