Terça-feira, 23 de julho de 2024
informe o texto

SAFRA 23/24

Soja: Conab reduz estimativa de produção brasileira e sinaliza aumento de área

Nono levantamento de safra divulgado pela entidade nesta quinta mostra que apenas 5 estados brasileiros conseguiram aumento de produtividade

Foto: Mapa/divulgação

Soja: Conab reduz estimativa de produção brasileira e sinaliza aumento de área
O 9º Levantamento da Safra de Grãos divulgado nesta quinta-feira (13) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) reduziu a expectativa da safra 2023/24 brasileira de soja.

Agora, a entidade estima que o país deve produzir 147.353,5 milhões de toneladas do grão. Contudo, a redução entre o documento anterior e o atual é relativamente pequena, de apenas 330 mil toneladas. Já em comparação à safra passada, indicada em 154.609,5 milhões de toneladas, é possível notar decréscimo de 4,7%.

Por identificar novas áreas de produção em Mato Grosso, Goiás e Maranhão, a Companhia aumentou a projeção de área em 0,5% ante o levantamento anterior, sinalizando em 45,978 milhões de hectares.

Em relação à produtividade média de soja do país, houve ajuste no reporte atual. São esperados 3.205 kg por hectare (53,4 sacas). Na temporada anterior, o rendimento brasileiro foi de 3.507 kg por hectare (58,4 sacas), ou seja, 8,6% inferior ao obtido no último ciclo.


Impactos da soja no Rio Grande do Sul

As reduções se devem, principalmente, à tragédia climática que se abateu sobre o Rio Grande do Sul. “Apesar de todos os problemas climáticos, o estado volta ao posto de segundo maior produtor de soja do Brasil, com expectativa de 20,1 milhões de toneladas da oleaginosa” diz o gerente substituto de Acompanhamento de Safras da Conab, Marco Antônio Chaves.

Após os eventos que impactaram o estado sulista, a entidade reduziu em 1,694,6 milhão de toneladas a projeção de colheita de soja dos gaúchos. Já a Emater-RS projeta impacto significativamente maior, de 2,7 milhões de toneladas.


Aliás, apenas cinco estados conseguiram aumento de produtividade em relação à safra passada:
  • Rio Grande do Sul: de 1.986 kg/ha para 2.985 kg/ha (50,3%)
  • Roraima: de 2.800 kg/ha para 3.000 kg/ha (7,1%)
  • Pará: de 3.063 kg/ha para 3.268 kg/ha (6,7%)
  • Amazonas: 2.880 kg/ha para 3.060 kg/ha (6,3%)
  • Rondônia: de 3.423 kg/ha para 3.547 kg/ha (3,6%)

No 1º Levantamento da Conab sobre a safra 2023/24, a expectativa era de 162 milhões de toneladas de soja, considerando todo o potencial produtivo da intenção de área plantada. Com isso, entre a projeção atual (147.353,5), a redução no período é de 9%.
 
Sitevip Internet