Quinta-feira, 25 de julho de 2024
informe o texto

escândalo

Com direito a detetive e rastreador, pastor é flagrado no motel com “irmã”

Caso gerou um escândalo na Assembleia de Deus de Brasília

Foto: Reprodução

Com direito a detetive e rastreador, pastor é flagrado no motel com “irmã”
Manoel Pereira Xavier, pastor de uma igreja evangélica tradicional no Distrito Federal, e casado há 30 anos, foi flagrado no motel com uma “irmã” da congregação que lidera. A situação veio à tona após membros da congregação exporem o caso nas redes sociais.

Manoel, de 51 anos, coordena o Setor 2 da Assembleia de Deus de Brasília (Adeb) em Ceilândia Sul. A rede conta com 29 unidades espalhadas pela capital do país e 450 congregações em todo o Brasil.


O escândalo teve início quando um homem, desconfiado das visitas constantes do líder religioso à casa de sua ex-esposa, procurou outro pastor para relatar a suspeita. Eles decidiram investigar o caso e contrataram um detetive particular, com direito a rastrear o carro do líder religioso infiel.

As investigações confirmaram visitas constantes a um motel. Certo dia, o rastreador indicou a presença do carro de Manoel no estabelecimento e alguns membros da igreja foram ao local para verificar.

Ao ver o veículo saindo do motel, tentaram abordá-lo, mas o pastor fugiu em disparada.

Fotos, vídeos e dados do rastreador foram levados ao presidente da Adeb, Orcival Pereira Xavier, que tentou minimizar a situação. A liderança da igreja realizou reuniões para tentar convencer os pastores de que as acusações eram falsas e resultado de um “levante do inimigo”.

Decepcionados com a falta de ação e transparência, muitos membros deixaram a igreja. Um perfil no Instagram, Adeb Notícias, foi criado para expor a traição. A página revelou que a diretoria da igreja convocou reuniões com pastores próximos para convencer que se tratava de “um levante do inimigo e calúnias de pessoas inescrupulosas”.

Em 2018, Manoel Pereira se candidatou para o cargo de deputado federal, mas não foi eleito.


Após escândalo, pastor renuncia ao cargo

Logo após o escândalo ser revelado, o portal Metrópoles noticiou que o pastor deixou o cargo. O avisou foi feito em um grupo de WhatsApp com fiéis. Segundo o líder religioso, a saída foi feita após orientação de seu irmão, o pastor Orcival Pereira Xavier, presidente da Adeb.

“Em concordância com a orientação do pastor Orcival, estarei saindo do pastorado da igreja de Ceilândia Sul e também da direção do setor II”, escreveu Manoel.
 
Sitevip Internet