Quinta-feira, 25 de julho de 2024
informe o texto

CONFUSÃO

Atletas do Corinthians se envolvem em confusão após batida de carro

Jogadores do Corinthians teriam ameaçado um morador após um amigo, aparentemente embriagado, ter batido o carro em seu portão

Foto: Reprodução/ Street View

Atletas do Corinthians se envolvem em confusão após batida de carro
Uma confusão envolveu os jogadores do Corinthians Pedro Henrique e Carlos Miguel na madrugada desta quarta-feira (3/7), em um condomínio de casas no Jardim São Jorge, em Arujá, na região metropolitana de São Paulo.

A briga teria começado após um motorista, aparentemente embriagado, ter batido em um portão de uma das casas. Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), a confusão se deu entre o proprietário do imóvel e o advogado do motorista.


No boletim de ocorrência, obtido pelo Metrópoles, o dono da residência diz que estava dentro de casa quando um veículo, que andava de ré em alta velocidade, derrubou o seu portão. Ao ver o ocorrido, o proprietário menciona que notou que o condutor estava “totalmente embriagado” e por isso pediu a chave do veículo.

Ao entregar a chave, o motorista pediu que esperasse os amigos que eram jogadores do Corinthians.

Ainda de acordo com o depoimento, os jogadores chegaram ao local e se alteraram no decorrer da cena. Eles teriam proferido palavras de baixo calão e feito ameaças ao morador, o que fez com que ele chamasse a polícia.

Com isso, os jogadores saíram do local e o advogado do motorista passou a conversar com o morador. Nessa conversa, o proprietário do imóvel atingido pelo carro cita que se sentiu ameaçado e injuriado.


Já o advogado relatou que foi agredido com uma cabeçada pelo dono da casa, que se dizia ser lutador de artes marciais. Por esse motivo também, teria pedido para os clientes saírem do local momentos antes, a fim de preservar as integridades físicas deles.

Ao chegar no local, os policiais militares encontraram os dois bem alterados e os conduziram para a Delegacia de Polícia de Arujá, onde o caso foi registrado como ameaça, lesão corporal e dano.

Em entrevista à TV Bandeirantes, o delegado responsável pela investigação, Jaime Pimentel, disse que as autoridades ainda investigam se um dos jogadores era o que dirigia sob efeitos de álcool ou se os atletas corintianos eram, de fato, amigos do motorista.
 
Sitevip Internet